Visitem! Postarei os capitulos da fanfiction neste site.

Posted 13 July 2013, 1 year ago | reblog this post

Só passei aqui pra dizer que irei postar os capítulos aqui, arranjei um site de fanfiction muito bom. Já comecei á postar, deem uma olhada http://animespirit.com.br/fanfics/historia/fanfiction-idolos-justin-bieber-everything-has-changed-929288 comentem e divulguem, se possível ;)

Posted 13 July 2013, 1 year ago | reblog this post

Capítulo 2 - Me deixe ser seu..

Finalmente fiquei pronta, tudo de acordo com a saída de hoje á noite. Nada muito casual nem muito chique. Se não agradar, bem, fazer o que. Me despedi de Demi, que me disse que iria dormir aqui hoje, mas iria dar uma saída. Aceitei sem pensar duas vezes, nada melhor que ter alguém com quem desabafar de madrugada quando tudo estiver entulhado na minha cabeça e eu não conseguir dormir.

Desci e Justin estava sentado, lendo a sua revista novamente. Me avistou e foi logo se levantando, eu já cheguei rindo, sabendo dos comentários que estavam por vir

– Dessa vez foi bem menos – ele olhou pro relógio e sorriu – Vamos?

Ele me deu o braço e seguimos para o carro, mas eu o parei

– O que acha de irmos no meu carro? Sei lá, to afim de dirigir. – eu sorri –

– “Mulher no volante perigo constante.” – ele riu – Não sei se é uma boa idéia..

– Ah pare com isso, vou lhe mostrar o que é perigo constante. – eu ri junto –

– Opa! – ele fez uma cara de malicia e riu – Brincadeira..

– O que acha? Vamos?..

– Claro. Só vou avisar Mozzy que vamos no seu carro..

Então ele foi avisar o segurança e eu fui andando em direção o meu carro, entrei, liguei o som e fiquei o esperando chegar, quando vi, Justin apareceu simplesmente d-o n-a-d-a e me deu um susto. Um baita susto.

– Quer me matar do coração? – eu berrei –

Ele riu da minha cara e disse

– Vai, me mostre ai o que sabe fazer com essa coisa.

Fui dirigindo com calma, e quando chegou numa pista vazia, de correr comecei á aumentar a velocidade sem parar, Justin ficou surpreso pelo que vi na cara dele e ainda bateu palminhas, outro cara sarcástico na minha vida! Quando parei o carro e fiquei com a mão na marcha, senti ele tocar rapidamente nelas, mas quando olhei ele já tinha virado fingindo que estava olhando a paisagem e começou á assoviar.

Deixei de lado, não vou começar á tocar nesse assunto. Depois de pegar a principal, Justin começou á me guiar onde era o local do estádio, já que raramente freqüento esses tipos de jogos, á não ser que tenha algum evento que eu tenha que apresentar, mas nunca fui dirigindo, sempre com uma equipe, ou seja, um auxiliar é sempre bom.

Finalmente chegamos no estádio e já haviam alguns fotógrafos na entrada do estacionamento, tiraram uma foto nossa dentro do carro. Sem problemas, já não ligava mais pra essas coisas, se for pra comentar, comentem. A verdade nós dois sabemos. E a verdade é: Não estamos juntos!

– Vai pra área VIP, o cara vai nos liberar.

Então segui a placa que dizia “VIP” e achei uma vaga bem próxima á porta de entrada, estacionei e saímos do carro. Entramos de cortesia, o cara realmente ficou surpreso, nos botou no melhor lugar.

Assistimos o jogo todo em pé, mesmo não gostando muito desse tipo de jogo, tenho que confessar que me diverti muito nesse jogo. Gritei por um time que á uma hora atrás nem sabia da existência, torci por algo que realmente não existia em mim, é, foi divertido. Além de que Justin é sempre uma ótima companhia, ele fazia graça. Em um dos gols que o “nosso” time fez gol, ele ficou tão feliz que me rodopiou, e me abraçou tão forte que sentia seu coração bater sobre o meu, eu realmente queria poder sentir aquele abraço pelo resto de minha vida.

E ele era tão carinhoso comigo, se não fosse tão boba imaginaria que estava flertando comigo. Mas eu realmente não acredito nesse tipo de coisa, somos apenas amigos. Mas, existe carinho entre amigos, e realmente não via porque não retribuir todo o carinho que recebi naquela noite maravilhosa, devolvi todo o carinho que havia recebido o abraçando com toda minha firmeza, beijando sua bochecha e simplesmente não ligando para os fotógrafos, nada estragaria aquela noite!

Todos nos olhavam e faziam uma cara, como se estivessem fazendo “own”, não posso deixar de comentar que isso me deixou meio constrangida. Mas, como disse, não deixaria nada estragar aquela noite. Aliás, era a última noite antes de começar a minha turnê, eu tinha que aproveitá-la, e acho que não poderia pedir por companhia melhor..

Saímos de lá super felizes, pois o time havia ganhado. Justin disse que queria comemorar! Saímos pelos fundos para não nos avistarem com o carro e seguimos para um restaurante que o Justin havia me indicado. Chegando lá, fizemos nossos pedidos, bebemos, nos divertimos a noite toda, no fim, fomos para o meu hotel, onde nos despedimos.

– Não se atrase amanhã, o vôo vai sair ás 16hs. – eu disse soando uma mãe –

– Claro senhorita, mas acho que quem vai se atrasar aqui vai ser você.. – ele ria – Opa, desculpa.

– Olha as graças Justin! Vai, ta na sua hora.

Nós rimos e nos abraçamos, como sempre, senti aquela sensação boa daquele abraço, mas quando se foi, só deixou mais um vazio. Subi e fui direto para o meu quarto, Demi já estava dormindo, então, tomei meu banho, troquei de roupa e fiz o mesmo, já estava muito cansada.

Acordei cedinho com uma vontade de ir na piscina. Acordei Demi e ela disse que estava com muito sono, mas depois aparecia lá, dei de ombros e fui me trocar enquanto ela continuava dormindo, tinha que pegar um sol, já que não irei fazer isso por alguns tempos, dependendo da cidade.

Me troquei, peguei minha bolsa com bronzeador, óculos e protetor. Desci e pra minha sorte, a piscina estava meio vazia, então aproveitei e peguei o local que havia mais sol.

Deitei-me e fechei os olhos, quando de repente parei de sentir o sol queimando minha pele, tiro o óculos e quem está na minha frente? Isso mesmo, Zayn! Que visita inesperada.

– Que ótimo te encontrar por aqui, Selena! – ele sorriu – Espero que evite novos escândalos para nós dois.

Me levantei rapidamente e fiquei o encarando, quando finalmente tive coragem de perguntar

– O que você está fazendo aqui? Quer que eu chame o segurança novamente?

– Calma, não precisa de tudo isso, realmente não vim pedir seu perdão, seria ridículo, não seria mesmo? – ele gargalhava – Só vim aqui, dizer que você estar me trocando pelo Bieber não me afeta, aliás, a superioridade ainda é maior aqui.

– Se não te afeta o que ta fazendo aqui? E aliás, não estou trocando ninguém, como já disse VÁRIAS vezes, ele é só meu amigo. Mas não tenho que te dar satisfações da minha vida, não mais. – bufei –

– Mas enfim, a questão é que eu sou superi.. – ele foi interrompido pelas minhas palavras –

– Não, você não é! Justin é muito melhor que você, realmente, tive que dizer isto.

– Garota, cale essa sua boca estúpida.

– Você sabe que não é Zayn. Esta aqui por isso, não quer ser visto por ai por alguém que te trocou pelo Justin. – eu ria –

Ele me viu debochando dele e me deu um tapa na cara, e quando olho pra trás, na entrada da piscina esta Justin e Ryan, com uma cara aparentemente furiosa, e veio correndo em nossa direção.

– Agora eu vi! Cara, você realmente é um ótario, além de covarde não é mesmo? Mano, se troque com alguém que possa competir com você, não com uma moça. – ele disse escorando em Zayn – Você deveria ter vergonha de si mesmo.

– Cara, quem deveria ter vergonha de si mesmo aqui é você! Seu bicha de merda, quer falar de quem? – dizia Zyan rindo – Vadia tem que levar tapa mesmo!

– Cara você não sabe com quem anda mexendo.. Quer brigar? Brigue comigo! Quer bater nela? Bata em mim primeiro! Vamos ver o que você manda, cara. – ele dizia batendo um soco na sua outra mão –

– Não! Parem com isso, por favor! – eu dizia aos prantos –

– Vem pra cima otário! – dizia Zyan debochando –

– Você não liga tanto pra mídia? Não quer mostrar que você é fodão pra me bater cara? Vamos lá fora, realmente tem câmeras o bastante pra você fazer isso! Quero ver do que você é capaz, boiola. – disse Justin seguindo o caminho para a entrada do hotel –

– JUSTIN! Espere, não faça isso, serio! Não se troque com ele, por favor! – eu disse implorando –

– Calma Selena, ele merece, você sabe que sim! – ele virou e continuou no seu caminho –

Apenas vi Zyan o seguindo com toda raiva, eu não podia fazer nada para impedi-los, pedi ajuda para as moças do hotel e pedi pra que elas trouxessem um gelo para colocar em meu rosto, que estava com uma marca.

Coloquei o gelo em meu rosto e sai correndo para os fundos do hotel, eles estavam lá, e todas as câmeras também, eu realmente não estava acreditando que eles estavam fazendo isso! Quando cheguei Zayn já estava no chão e Justin estava o chutando sem parar, até que Ryan chegou junto comigo e foi pra cima para fazê-lo parar, separou os dois.

Justin estava apenas com o nariz sangrando, o avistei de longe, estava atrás das câmeras pra não ser vista, mas não agüentei. Sai correndo até ele e o beijei. Beijei com vontade, com intensidade, com paixão. E os flashes só começaram á aumentar, enquanto eu o beijava e chorava ao mesmo tempo, Zayn viu tudo, mas viu tudo do chão! Justin correspondeu ao meu beijo, e sorriu.

Bom, eu realmente não pensei no momento que fiz isso, eu só, fiz. Sem pensar. E foi a melhor sensação que eu podia ter nesse momento. Chegaram vários seguranças para nos tirarem dali, e várias perguntas foram sendo feitas pelos fotógrafos, eu não respondi nenhuma, eu só queria sair dali o mais rápido possível.

Saímos e chamei Justin e Ryan pra ir ao meu quarto, Demi estava dormindo mas não era hora pra pensar nisso, mandei a moça levar um kit de enfermaria para o meu quarto urgente. Subimos e por sorte Demi já estava acordada e com uma roupa descente para ser vista por eles. Sentei Justin na minha cama e peguei um algodão para limpar o sangue que escorria do seu nariz, ele não parava de olhar em meus olhos enquanto eu o limpava. Ryan então disse

– Demi vamos lá em baixo, tenho que pegar uns papeis que esqueci lá, você me ajuda? – ele piscou pra ela –

– Hãn? Ah, sim, claro, sempre posso ajudar.

– Não, fiquem! – eu pedi –

Meu pedido foi em vão, eles já tinham saído e fechado a porta. Já sabia qual era a intenção, e realmente, acho que foi melhor eles terem nos deixados á sós mesmo.

– Então Jus, eu queria me desculpar por ter feito aquilo. Eu não quero que fique um clima estranho entre nós e.. – ele me interrompeu –

– Ei, por que esta se desculpando por isso? Acha realmente que eu não queria aquilo? – ele sorriu –

– Não, mas eu acho que..

Ele me calou com um beijo. E que beijo. Não fiz nada, fiquei sem reação, apenas continuei com o beijo. Não sabia o que estava fazendo nem porque o estava fazendo, eu só deixei acontecer. Eu parei, parei e continuei á limpar o seu nariz.

– Olha só! Se aquilo não tivesse acontecido seu nariz não estaria assim..

– E se aquilo não tivesse acontecido o que eu mais queria também não teria acontecido. – ele disse serio – Você sabe o quanto eu queria isso?

Eu sorri e o beijei novamente, só que dessa vez, mais rápido.

– Temos vários shows pela frente, não sei se você pensou sobre isso..

– Pra que pensar se posso deixar acontecer? – ele sorriu – Qual é Selena, quer dizer que você só podia beijar o Zayn, sair com aquele otário, e agora, vai ficar solteira pro resto da vida?!

– Você esta pensando em namorar? – eu disse meio surpresa –

– Não. – ele pausou – Ainda não.. – ele acariciou meu rosto e sorriu – Mas poderíamos ter alguma coisa, cansei de ficar ao seu lado sem poder, sabe, ter você um pouco pra mim.

Eu apenas sorri e concordei, beijei-o com tanta firmeza, tanta intensidade, tanta paixão.. Até ouvir o barulho da porta.

– Eu sabia! Eu disse! Vocês são um belo casal. – ela disse com um sorriso de canto á canto –

Ryan só fazia rir e concordar com tudo o que ela dizia.

Eu virei e Justin ficou me abraçando por trás, ficamos conversando, e ela dizendo o quanto estava certa sobre isso, Justin não entendia, pedia pra ela explicar e depois ficou se achando, pensando que falávamos sobre ele o tempo todo, eu só fazia rir e chamá-lo de bobo. E beijá-lo.

– Não acredito que só tenho mais algumas horas com vocês.. – Demi disse meio triste –

Lembrei-me imediatamente que tinha que me arrumar, me despedi de Ryan e Justin que disseram que iam logo para seu hotel para se arrumarem, Justin me avisou que seus irmãos iam passar uns tempos com ele, e eles eram crianças ainda, perguntou se tinha problema deles viajarem conosco. Não vi porque não, já ouvi falar que ambos são uma fofura.

Almocei e fui logo me arrumar, Demi me ajudou á arrumar as malas e tudo mais. Quando estava pronta, nos despedimos. Choramos. Passamos tão pouco tempo juntas, esperava bem mais, mas ela disse que iria aparecer quando eu menos esperasse, eu adorava isso, ela sabia estar longe e ao mesmo tempo perto.

– Você sabe que ele será o melhor pra você, não sabe? – ela sorriu –

Eu apenas sorri de volta e a abracei com muita força, ela foi me deixar no aeroclub, onde o jatinho da minha banda estava nos esperando. Cheguei primeiro que Justin e Demi foi embora. Fiquei o esperando dentro do avião, então, ouvi barulho de crianças chegando. Já estava até com um sorriso no rosto.

Quando eles finalmente entraram no avião, quem entrou primeiro foi uma menininha, muito linda. Logo imaginei que fosse Jasmine, ou Jazzy, como ela prefere ser chamada, Justin me contou tudo. Ela foi logo perguntando

– Ela é sua namorada Juju? – ela sorria – Meu Deus! É a Alex! É a Alex!

E saiu correndo pra vir me abraçar, me levantei da cadeira pra abraçá-la também, eu até ri dela ter me chamado de Alex, pelo visto realmente adora os feiticeiros. Que sorte! Justin olhou e também riu da reação dele, ele estava com um menininho no colo, no caso, Jaxon. Ele me disse que era mais tímido, não fala com ninguém além de Justin e o pai. Mas ele era realmente muito lindo, loirinho. Justin foi logo ao meu caminho e me deu um Selinho.

Logo avistei o pai deles entrar no avião cheio de bolsas de crianças.

– Papai! O Juju ta namorando com a Alex! – Jazzy gritava –

– Eu sabia que seu irmão tinha bom gosto, Jazzy, eu havia lhe dito isso. – ele ria –

Fiquei meio tímida e desajeitada diante dessa posição, mas Justin disse que era pra eu não ligar, depois de todos terem se apresentado e falado comigo e com o resto da equipe, estávamos prontos pra decolar. Jazzy foi na outra cadeira com Jaxon assistindo DVD, Justin foi ao meu lado e Jeremy foi atrás dos dois.

Ficamos conversando, todos nós, rimos bastante, fiquei sabendo da infância de Justin, uma boa parte não foi contada pois seu pai não vivia com ele, mas ele sabia bastante das coisas que aconteciam. Justin disse que ia sentar com Jazzy pra fazer um vídeo deles cantando, pra eu prestar atenção.

Eles começaram á cantar “Come and Get it.” Jazzy sabia, por incrível, todo o refrão. Eles fizeram um vídeo e postaram no instagram

A legenda era “Caras, eu e Jazzy estamos preparados para ir e pegar, e vocês? #AmamosAlex #ComeAndGetItTour #BuyYourTickets” Eu realmente ri demais da parte do “Alex”, Justin tira graça com tudo mesmo. Mas essa foto gerou muitos comentários por causa da música que foi cantada, existiam vários comentários como “Vocês estão namorando? Não acredito nisso, vou me matar!” “Eu não havia acreditado no que vi na TV, mas o beijo era realmente real? OMFG!”

É, quando não era real, costumavam aprovar, mas agora, que viram o que aconteceu, as pessoas simplesmente se recusam á acreditar, e eu me recuso á acreditar nessa sociedade.

Fomos a viagem inteira cantando, até Jaxon chegou pro meu lado, Justin ficou surpreso, ele não ia pro lado de ninguém além do pai. Brinquei muito com ele, pelo visto ele gostou. Finalmente chegamos na cidade em que íamos fazer o show, porém, tínhamos que pegar o ônibus da turnê pra chegar no local exato do show. Quando chegamos ele já estava lá á nossa espera, subimos e fomos nos localizando. Eu realmente preferia viajar de ônibus, aquele ônibus parecia mais com a minha casa, e eu adorava o movimento do carro.

No ônibus, eu, Jazzy, Jaxon e Justin fomos brincando de Just Dance, me diverti demais, nem senti o tempo passar, e quando vi já estávamos na entrada do hotel. Jazzy disse que queria ir no meu colo, então a peguei no colo e pedi para a equipe de segurança tirar as coisas. Justin levou Jaxon no colo. O que eu realmente não esperava era encontrar muitos fotógrafos ali.

Descemos e estava cheio deles, e muitos fãs, tinha uma barreira pra eles não passarem, se não já haviam me atacado. Jazzy foi dando tchau e fazendo pose, dei tchau para os meus fãs também. Apareceu um grupo de fãs que estavam chorando muito, então, resolvi ir lá com eles e dar autografo.  Chegando lá, Jazzy não se intimidou e disse

– Vocês também são fã da Alex? – ela sorriu –

E nós rimos, elas confirmaram com a cabeça e os olhos estavam brilhando. Pediram autografo e pra bater foto. Assim fiz. Enquanto Justin falava com outras fãs. Depois o segurança nos mandou entrar logo, antes que algo aconteça. Entramos.

Ficamos em quartos separados, no da frente do meu ficava Justin e ao seu lado o pai com as crianças. Do meu lado ficavam Ryan e do outro Alfredo. E nos andares acima ficava o resto da minha equipe, dançarinos, a banda e etc.

Fui arrumar minhas coisas dentro das gavetas e do armário, quando ouço alguém bater na porta. Fui abrir e era Justin. Estava me convidando pra ir na praia com ele, Jazzy e Jaxon, achei uma ótima idéia. Falou que era pra me arrumar e já passava aqui novamente, e que era muito frio lá fora, ou seja: nada de biquíni!

Enquanto Justin não aparecia por aqui, peguei meu MacBook e acessei o twitter e postei “Olá Chicago, estamos vendo vocês! Estão prontos para o show? Vamos lá! #IfYouReadyCOMEANDGETIT”, logo depois me mandaram várias menções, falando sobre Justin, mandando link dos “gifs” de nós dois nos beijando, alguns falavam “vocês são lindos juntos.” Outros falavam “tenho vontade de vomitar ao ver essas coisas”, a maioria eram fãs do Justin, não liguei. Finalmente Justin bateu na minha porta, fomos pra uma praia privada do hotel, realmente era o melhor lugar para nós irmos no momento.

Brinquei muito com Jazzy e Jaxon, porém, não tomamos banho, a água estava muito gelada, só molhamos os pés, e Jazzy ficava impressionada com os golfinhos que passavam

Jaxon adorava também. Justin foi buscar uma água para nós, logo que ele chegou, me deu um beijo. Os dois fizeram uma cara de nojo, e depois riram. Nós rimos juntos. Brincamos de sair correndo um atrás do outro até cansarmos. Depois voltamos pro nosso hotel, cada um foi pro seu quarto e nós trocamos. Logo apareceram eles três no meu quarto, e Jeremy também. Ficamos conversando e Justin teve a idéia de fazer um vídeo. Não vi porque não aceitar, fizemos nós 4. Tiramos graça e tudo mais.

Postamos o vídeo, vários comentários começaram á surgir. E por fim, eram positivos, já não via a hora.

– Acho que já pode colocar a camisa.. – eu dizia para Justin tirando graça –

Ele colocou a camisa dizendo

– Eu sei que você não quer que eu coloque, mas vou colocar pelos meus irmãos – ele ria –

– Não seja tão convencido assim..

Fomos brincar, eu com Jazzy e Justin com Jaxon, apenas pra passar o tempo. E de vez em quando olhava pra Justin brincando com seu irmão, era lindo, ele era tão carinhoso, imaginava como ele seria com os filhos dele, sinceramente, até me animei. Mas parei, e dei um “stop” sobre pensar nessas coisas, nada haver pensar uma coisa dessas..

Mas ele era realmente muito carinhoso, beijava o nariz dele o tempo todo, essas coisas de irmãos, ele não se importa, e não deixa a distância destruir o carinho que eles tem um pelo outro

– E esse aqui é o senhor Sparks! Vamos brincar com ele. – dizia Jaxon –

– Oh! Senhor Sparks esta pronto para atacar Jaxon. O senhor esta preparado mestre? – Justin falou com uma voz forçada –

– Sim! Você pode me atacar Sparks, eu não tenho medo.

Pra falar a verdade, até agora não tinha ouvido direito a voz de Jaxon, e é linda, muito fofa, e quando ele ri, é a coisa mais linda do mundo. Eles brincando era tão, bobo e lindo ao mesmo tempo, me encantei, sinceramente. Enquanto isso, eu e Jazzy ficávamos desenhando, eu só ia dando os lápis de cor que ela tinha trago e ela ia fazendo. Ela fez um desenho de sua família, e me incluiu nele, eu me senti tão.. Querida por ela.

Ela pediu pra eu ir escrevendo os nomes, ia apontando e dizendo os nomes, e finalmente acertou o meu nome. Me chamando de Selena, acho que seu pai já havia dito que meu nome não era Alex. Justin viu o desenho e adorou, ficou fazendo cócegas em Jazzy até ela não agüentar. Quando deu 23:30, Jeremy disse que estava na hora de ir dormir, então eles foram e Justin ficou comigo no quarto.

– O que achou deles? – ele me perguntou sentando na cama ao meu lado –

– Eles são incríveis! – eu disse sorrindo e o beijando –

– Eu disse que iria gostar deles, Jazzy assistia seus programas e falava que queria ser como você. Ela ria muito – ele disse rindo –

– Eles te adoram, não é? – eu sorri –

– Por sorte, eles gostam de mim. – ele riu – Tento ser o melhor irmão pra eles, mesmo estando longe o tempo todo, gostaria de ter mais tempo com eles, por isso trouxe eles. – ele fez uma cara de desapontado –

– Não fica assim. – eu levantei o rosto dele – Eles sabem que você os ama, e é o que importa.

Nos beijamos e ele resolveu dormir no meu quarto, porém, não fizemos nada. Só trocamos caricias, e logo, dormimos. O dia e a viagem tinha sido muito cansativo para nós dois.

Acordei cedo e muito feliz. Dia de show! Fui tomar banho, escovar os dentes, coloquei uma roupa bem simples e acordei Justin. Tínhamos que seguir para o estádio, teria uma passagem de som para ser feita agora de manhã. Ele não queria acordar, então pulei em cima dele e ele acordou. Rimos. Ele foi tomar banho e se arrumar, bati no quarto da equipe, dos meninos e de Jeremy, mas ele e as crianças já estavam acordados e arrumados. Descemos e ficamos na recepção esperando o resto.

Enquanto esperávamos o resto fomos tomar café, eu, Jaxon, Jazzy e Jeremy. Conversei bastante com Jeremy sobre tudo, e ele parecia estar muito animado. Como ele é lutador, perguntei sobre várias coisas, e ele tinha prazer em me contar tudo.

Finalmente todos apareceram, só faltava Justin, fui o chamar no quarto e ele estava assistindo TV. Dei um grito e ele se assustou, começou a rir. Disse que tínhamos que descer agora, e ele ficou enrolando por lá. Então o puxei pela blusa e descemos.

Vários carros chegaram e nós entramos em um deles, a equipe foi em outro. Durante a viagem, eu, Justin e Jazzy fomos cantando uma das músicas de Justin que ele botou pra tocar no computador dele.

– “If I was you boyfriend, never let you go..”

Justin cantava, após essas frases, olhava pra mim.. E depois pra Jazzy, que estava olhando pelo lado de fora da janela.

– Jazzy, você gosta dessa música? – ele perguntou á ela –

– Sim! Bote a música pra tocar de novo! – ela gritou continuo –

E ela o beijou na boca. Continuamos cantando, Jeremy e Jaxon iam rindo de nós. Finalmente chegamos ao estádio, onde já tinham vários fãs esperando pra entrar. Abrimos a janela e fomos acenando para todos. Eles gritavam muito, Jaxon se assustou e começou a chorar, tivemos que fechar e aumentar a velocidade. Saímos do carro e eu fui direto para o palco, lá se encontravam alguns fãs que compraram o pacote da passagem de som e m&g.

Fui ao palco e começou á tocar “Who Says”, ainda coloquei-a na seleção de músicas. Os fãs adoram essa música, e ela realmente expressa coisas da vida. Além de que motiva muita gente á continuar em frente na vida. Toda a equipe já estava pronta então começamos á cantar, os fãs que estavam lá começaram á gritar.

Tudo certo! Meu produtor disse que o som estava perfeito e que poderíamos fazer o show sem problemas até agora. Não via a hora de começar, estava muito animada pra reencontrar meus fãs novamente. Vamos lá!

“Estamos prontos!”

Agora era vez de Justin checar o som, ele entrou no palco e gritaram muito. Eu sai e fiquei olhando do canto do palco ele interagir e cantar com os fãs, eles estavam adorando. Depois, todos sabiam que Jazzy eestava por lá, começaram á pedir pra que ela subisse no palco e cantasse. Eu fui chamá-la lá dentro, estava brincando, ela disse que queria subir. Ela apareceu e começaram a gritar, ficou meio intimidada, mas logo se soltou e cantou com Justin.

– Jazzy, nada de namorados, não é mesmo? – ele perguntou pra ela –

– Sem namorados. – ela respondeu e todos fizeram um coral de “own” –

– Eu te amo. – ele disse á ela –

– Eu te amo Jus. – ela disse intimidada novamente –

Eu só sabia sorrir sobre aquela situação, era realmente lindo a maneira que eles se tratavam. Ela desceu do colo dele e veio correndo em minha direção pra me abraçar, peguei-a no colo e ficamos assistindo Justin apresentar uma das músicas que ele cantaria no meu repertorio.

Enfim, tudo pronto! Fomos para nosso camarim para nos arrumar e passar o tempo.

Hora do show!

Posted 12 July 2013, 1 year ago | 2 notes | reblog this post

Capítulo 1 - Mudou de uma hora pra outra..

— Tudo pronto? Cabelo, maquiagem, microfone? Entraremos no ar em 5 minutos!

image

Graças á Deus, última entrevista para começar a minha turnê, não vejo a hora de fazer o que eu gosto, viajar pelo mundo, reencontrar meus fãs, viver livremente. Hoje a entrevista é em dupla, e pra falar a verdade, nunca tive uma experiência dessas, e pra melhorar, a entrevista é com o Justin, eu o adoro, porém todo mundo diz que temos um ‘’caso’’. Não duvido que alguém vá fazer essa pergunta hoje, não proibi pra deixar claro á todos que eu realmente amo meu namorado. Enfim, hora da entrevista..

— Com vocês, Selena Gomez e Justin Bieber! – diz a apresentadora, Ellen –

São tantos aplausos e gritos que meu ouvido chega a doer, porém, deixo isso pra lá e me sento, ao meu lado Justin se senta também, me cumprimentando.

– Pelo visto ainda não haviam conversado. – Ellen brinca – Mas calma, vocês vão ter muito tempo pra conversar. Por enquanto, vamos prosseguir na entrevista.

image

– Claro, Ellen, senti sua falta nesse meio tempo! – Justin disse em um tom doce e sorriu –

– Também senti sua falta JB, muito bom revê-lo. Pois bem, pelo que vejo aqui, logo nessa semana ainda, Selena entra em turnê e você vai abrir um de seus shows, certo?

– Sim, ele vai, e além de abrir vai fazer a participação em uma música comigo. E não esquecendo, olá pessoal. – eu sorri e acenei para o publico – Senti sua falta Ellen.

– Também senti a sua Selena querida, mas então, Justin isto é verdade? – ela disse curiosa –

– Claro! Será uma experiência incrível, normalmente não abro o show de ninguém, mas essa é uma oportunidade imperdível. – Justin sorriu – Os fãs estavam realmente querendo essa dupla.

– Não posso deixar de concordar, acho que será incrível. – eu disse –

– Acho que será uma ótima oportunidade de trabalharem juntos. Então, gente, recebi várias menções no meu twitter para fazer a seguinte pergunta pra vocês..

– Pode dizer. – eu disse num tom tranqüilo, o que na verdade já sabia o que estava por vir –

– Pelo que vi, há boatos rolando soltos que vocês estão juntos, isso é verdade?! – ela perguntou com seriedade –

– Não, isso não é verdade – Justin deu uma pausa – Ainda não – ele riu –

A platéia faz um “Oh” surpreso, todos juntos formando um belo coral, não posso negar, até eu fiquei surpresa, depois, eles aplaudiram.

– Ei galera, parem com isso, estou brincando, Selena é uma moça muito bonita, mas acho que ela tem umas coisas pra falar.. – ele olhou pra mim –

– Obrigada Justin, você realmente é um fofo. – eu sorri para ele – Não estamos juntos, namorando nem nada, não penso nisso, aliás, estou muito feliz com meu namorado.

image

E depois que eu digo isso, aparece uma foto minha e de Zayn no telão, Justin olhou e aplaudiu sozinho, depois, chamou a platéia para aplaudir com ele, então todos começaram a aplaudir, o que me deixou meio constrangida  esse momento dele ter que “chamar” a platéia pra aplaudir a foto.

– Vocês são um belo casal, desejo felicidades. – Ellen olhou pra mim sorrindo –

– Concordo plenamente, desejo o mesmo. – Justin sorriu e estendeu a mão pra cumprimentá-la –

Deixei de lado a mão dele e prossegui no assunto, todos ficaram meio chocados, mas logo passou e começaram a realmente prestar atenção no que eu estava dizendo ali, finalmente depois de muito tempo..

– Eu não gosto de expor minha vida pessoal desse jeito, mas era uma necessidade, isso já tava afetando, e a única maneira de dizer isso, eu encontrei aqui.

Depois de voltarmos aos assuntos do show, muita risada e papo furado depois desse assunto, o programa acabou e fomos para os bastidores, comer e tirar alguma conversa fiada, eu fui primeiro e Justin me seguiu, estava pegando um biscoito quando senti ele me virar.

– Sel, não sei porque você não tocou na minha mão, mas eu realmente desejo felicidade á vocês dois. – ele disse mostrando que era verdade com seus olhos – Eu não tenho culpa do que esta acontecendo, nem você, sabemos disso..

– Eu sei Justin, relaxa, to de boa aqui.. – eu sorri e o abracei – Mas então, aquela brincadeira que você tirou no meio da entrevista..

– Você sabe, eu tiro graça com qualquer uma. – ele riu –

– Ah então pra você eu sou qualquer uma? – eu disse me virando de costas pra ele para pegar uma bebida – Bom saber disso..

– Não, Sel não foi isso que eu quis dizer, você sabe disso.

– Não Justin, tudo bem eu já entendi, relaxa eu to “de boa” – sorri sarcasticamente –

Ele ficou me olhando com uma cara meio estranha e ao mesmo tempo engraçada, fazendo-me parar com a brincadeira e rir dele, ele riu também  e me abraçou, ficou cochichando no meu ouvido

– Você é uma chata! Deveria parar com isso. – ele ria baixo –

– Você é chato em dobro. – eu disse me afastando dele – Mas então, tenho que ir Jus, nos encontramos no show? – sorri –

– Claro! Nos vemos lá, sem falta, pode esperar, será uma grande experiência..

Eu me despedi dele e entrei no carro, dirigi pensando nas coisas que ele havia dito na entrevista, não sei onde ele quer chegar, mas, vou ficar na minha, com minhas guarnições, não posso deixar que nada aconteça.

Coloquei meu CD pra tocar, alto volume em “Come and Get it” parei no McDonald’s pra comprar um lanche já que no hotel  não tem nada que preste, comprei e me dirigi diretamente pra lá. Cheguei no hotel, quando fui pegar minha chave não estava lá, fiz um “barraco” lá no meio e me disseram que havia uma “surpresa” que achavam que eu iria gostar. Subi, bati na porta e quem abre pra mim? Zayn. Só. De. Cueca.

– Amor, que saudade que eu tava de você! – o abracei com tanta força e deixei minha bolsa cair no chão – Saudade da sua boca e desse seu corpinho – eu sorri com malicia, beijei sua boca e passei minha mão pelo seu corpo –

– Não agüentei a saudade e vim te vir amor. – ele sorriu e me beijou de volta – Que tal.. – ele começou a abaixar a alça da minha blusa e fechou a porta –

– Claro.. Mas só um minuto? Tenho que ir no banheiro  – eu ri meio sínica –

– Claro amor, vai lá. – ele sorriu –

Fui até o banheiro e me aliviei, bem, acho que sobre isso não preciso entrar em detalhes. Enquanto isso, pensei se ele havia assistido a entrevista, alias, ele ainda não tinha dito nada sobre. Terminei, lavei as mãos e fui só de calcinha e sutiã mesmo lá pro quarto. Abri a porta e ele tava lá, deitado assistindo TV

– Então amor, to aqui vendo TV e lembrei que ainda não comentei sobre sua entrevista de hoje – ele sorriu – Estava linda, como sempre, e obrigado por não ter me chamado de corno internacionalmente.

Ah, aquele tom sarcástico dele me irritava pra caramba, dava vontade de dar um murro na cara dele, de nojo as vezes, mas não conseguiria, só me controlei e me deitei na cama, pronta pra dormir.

– Ei! – ele me virou – Vai me deixar assim mesmo? E o que você disse que faria? – ele me puxou pra um beijo –

– Zayn, você começou com esse clima estranho, então fique com ele só pra você, porque eu não agüento mais. É tanta pressão, faço tudo pra te agradar e nunca consigo. Cansei. Vou dormir, que seja.  – me virei e dormi –

Acordei e ele ainda estava lá, pelo menos estava dormindo, botei meu roupão e fui direto pro banho. Acordei cedo demais, com uma mensagem de Alfredo, um amigo meu e diretor de vídeos etc do Justin, perguntando se não queria sair pra tomar café com ele na Starbucks. Não vi porque não aceitar, me arrumei e prontamente fui. Sem avisar, sem deixar nenhum recado, o deixei deitado lá, tomara que pense.

Quando cheguei na recepção do hotel, vi Alfredo já me esperando como o combinado, decidimos ir andando pra uma Starbucks que havia ali perto

image

Fomos conversando, sobre shows, entrevistas, amigos.. Conversa vai, conversa vem, chegamos no local, pedimos e nos sentamos em uma mesa, começamos a conversar sério quando ele me fez uma pergunta que estava esperando ele fazer desde o inicio da conversa.

– Sel, percebi desde o início que você não ta com uma cara muito agradável não.. O que ta pegando? – ele disse num tom preocupado –

– É o que parece mesmo Fredo. Não ta nada bem, nada que eu faço agrada o Zayn, tudo ta errado, tudo o que eu faço é errado, acho que isso já ta pra acabar..

– Quantas vezes eu já te disse que esse cara não te merece mesmo? Esse babaca.

– Umas mil.. – abaixei a cabeça –

– Mil e uma, porque ele não te merece. – ele levantou o meu rosto – E ele não merece que tu tire esse sorriso do teu rosto por causa dele..

– Ai Fredo, é tão complicado a situação sabe, e agora tem o Justin..

– Tenho que te contar algo importante.. – ele disse indeciso – Não vai gostar do que vai ouvir, mas não pense que gosto do que to falando, porque eu realmente odeio. Mas é preciso, não quero te fazer de boba.

– O que? Ai diz logo, você me deixa curiosa. – falei meio nervosa e confusa –

– Bom, eu tava numa festa com uns amigos, acho que esse cara, Zayn, não sabe que somos amigos, se não, não teria feito o que fez, e além do mais, perto de mim. Você conhece a Miley né? Miley Cyrus?  – ele disse arqueando as sobrancelhas –

– Conheço, é claro que conheço, minha inimiga número 1. Mas prossegue logo, ta me deixando nervosa.

– Então, ambos estavam na mesma festa que eu, e vi ela chegar nele, realmente vi e ouvi muito bem Selena, acredite em mim, esse cara não presta. Ela perguntou se ele tinha namorada e ele disse com toda firmeza a palavra não, e eles se pegaram depois, essas coisas rolaram – ele abaixou a cabeça – Me dói te contar isso porque vai te fazer mal, mas eles andam até saindo juntos, tem fotos, por isso que quando aconteceu aquilo no programa da Ellen todos ficaram meio que.. Surpresos.. Se você quiser ver, uma das fotos deles saindo pra jantar juntos..

image

Eu fiquei sem reação, não queria acreditar naquilo. Não queria acreditar no que estava vendo com meus próprios olhos. Eu simplesmente me calei, não disse nada, e fiquei boquiaberta.

– Sel, não são boatos, eu realmente vi! Não iria brincar com essas coisas com você por nada, eu sei o quanto esse cara te machuca cara..

Eu me levantei quase derrubando o café sobre mim

– Eu.. Eu tenho que ir Alfredo, depois a gente se vê! – eu me despedi e sai correndo –

Não agüentei, me enterrei em um beco e comecei a chorar, dane-se os paparazzis, melhor que chorar na frente do Alfredo. Então era isso, cara, como eu sou estúpida! Esse cara não passa por mim mais por nada, não vai ficar mais um dia nessa relação, não eu sendo a idiota, porque eu fazia de tudo pra ele não ficar com fama de “corno” mas quem realmente É corna aqui sou eu.

Segurei as lágrimas e fui direto pro hotel, custe o que custar, eu vou acabar, expulsa-lo, que ele vá procurar quem ele quiser, mas que não venha se abrigar comigo. Passei pela recepção e todos me viram com os olhos vermelhos, ficaram comentando, ô novidade! Fui direto pro meu quarto, abri a porta com tudo, mostrei firmeza, felizmente ele tava acordado, e ainda tava no MEU quarto.

– Bom dia amor, eu tava fazendo.. – ele é interrompido pelos meus gritos –

– SAI DAQUI AGORA! SAI DO MEU QUARTO SEU ESTUPIDO! RECLAMAVA TANTO POR TER FAMA DE CORNO MAS PELO VISTO REALMENTE AMBOS SOMOS CORNOS, LINDO ESSE CASAL, REALMENTE, QUER PALMAS PELO SHOWZINHO QUE ME FEZ PASSAR EM TODAS AS ENTREVISTAS QUE DISSE QUE TE AMAVA? SAI DAQUI AGORA! – eu gritava enquanto as lagrimas escorriam e o hotel todo ouvia, não liguei –

– Amor, calma, do que você ta falando? – ele disse meio desencorajado –

– AMOR? AMOR FOI O QUE EU TE DEI E NÃO RECEBI EM TROCA SEU IMBECIL! DO QUE? NÃO SABE OU É MAIS DE UMA? OU ERROU A PERGUNTA E NA VERDADE ERA “DE QUEM”? FAÇA-ME O FAVOR, SAI AGORA DAQUI, TA TUDO ACABADO! JÁ ERA! ACABOU! – eu chorava sem conseguir parar –

Enquanto ele tentava se explicar e eu gritava, apareceram dois seguranças

– Algum problema senhorita Gomez? – perguntou um dos seguranças –

– Sim, por favor, tire esse cara daqui. Agora! Por favor.. – eu dizia entre soluços –

Vi ele sendo retirado do meu quarto á força, só de roupão e pedindo para buscar pelo menos suas coisas, o que foi impedido, porém, depois dele estar lá fora pedi para os seguranças retirarem tudo o que havia de masculino ali. E assim fizeram. Me senti sozinha, as pessoas não paravam de comentar, até gravaram um áudio de mim gritando com ele e divulgaram. Mas cara.. No momento não queria nem saber disso, só de chorar pro resto do dia, assistir filme e me enterrar em doces, já que era a única coisa que eu podia fazer no momento.

Passei o dia inteiro assim, chorando, vendo as notícias na TV, é, passava sobre o nosso termino, fotos que paparazzis haviam tirado de mim na Starbucks e no meio da rua chorando, áudios meus gritando aqui no hotel. Mas na real, não estava pensando nem nisso, pensava mais nele..

image

Recebi uma ligação, jurava que era dele. Mas só por curiosidade, peguei o telefone, era Justin, uma chamada perdida. Eu deveria retornar a ligação? No momento, não havia nada que me impedisse além do choro. Sim, retornei.

– Alô? Alô Selena? Selena você esta ai?

Depois de um tempo, resolvi responder

– Alô, oi Justin to aqui sim, é que a ligação tava dando falha.. Mas pode falar agora, o que aconteceu?

– Já soube do que aconteceu e sinto muito Sel, pensei em não ligar mas lembrei que hoje tínhamos um jantar pra resolver como vão ser as coisas do show.. Mas se você não puder, tudo bem.. Nós improvisamos – ele disse com uma voz arrependida de ter ligado – Entendo que não seja a melhor hora.

– Ah é verdade! Havia me esquecido desse jantar.. É muita coisa. – dei um riso forçado – Eu vou sim Jus, não quero desapontar nossos fãs, onde você quer ir?

– Não sei não, vamos em algum restaurante chique! Ah, já até sei um.. – ele disse num tom de felicidade –

– Qual? – eu perguntei curiosa –

– Surpresa! Te pego ás oito, ta bom pra você?

– Odeio surpresas.. Sorte sua que eu confio em você – ri tentando evitar os soluços – Sim, combinado, ás oito em ponto estarei lá em baixo.

– Esteja se não vou embora.. – ele riu – Brincadeira! Até mais.

Eu ri junto

– Até mais Jus..

Já que não tinha mais nada pra fazer enquanto a hora do jantar não chegava, me restou ir separar a roupa, arrumar meu cabelo e maquiagem pra hoje a noite. E bote maquiagem nisso pra esconder toda essa olheira e cara de “olá meu namorado acabou de me trair, terminamos e quero me matar J”. Fui tomar banho e fazer tudo o que devia.

No final acabei escolhendo um look preto normal, independente do tipo de restaurante que o Justin escolha pra nós dois hoje a noite, está bem casual pra qualquer ocasião.

Enfim, chegou o horário, opa, são 8:30. Caramba! Terminei de me arrumar e coloquei tudo que preciso dentro da bolsa, até mesmo o que eu não preciso. Esperei o elevador impaciente, cumprimentei todos que pediram fotos e etc. Finalmente, cheguei á recepção, encontrei Justin sentado lendo uma revista. Me avistou e sorriu, deixou a revista de lado.

– Finalmente a donzela ficou pronta! – ele riu – Tô aqui á umas 2 horas te esperando, já mandei até o motorista estacionar o carro no estacionamento caso você só aparecesse amanhã – e ele continuava rindo –

– Hahaha, humorista você hein Justin?! – não me contive e ri também – Exagero seu! Mas afinal, melhor irmos logo antes que apareçam caras.. Querendo saber da minha vida.

– Sim, claro, vamos adiantar. Vem comigo! – ele veio me puxando –

Chegamos ao estacionamento e lá estava o motorista, conversando com o cara da cancela e quase dormindo, Justin deu um grito

– Vamos, a donzela saiu do quarto! – ele ria –

Fomos seguindo o motorista até o carro e íamos conversando, ele sempre me zoando e sendo chato, pelo menos ele conseguia me distrair.

image

Antes de entrarmos no carro, Justin faz um breve comentário

– Esqueci de dizer o quanto você está linda Sel. Realmente não tenho jeito pra cavalheiro.. – ele ria –

– É, não tem mesmo, é melhor nem tentar ser um – ri –

– Ah saia daí sua marrenta!

Fomos conversando a viagem toda, rindo a toa, como eu gostava da presença dele, me fazia tão bem, tão alegre, nunca mais tinha rido tanto assim com uma pessoa do sexo oposto. Ele me fazia bem. Se eu pudesse, nunca sairia dali.

Enfim, chegamos no restaurante “chique” de Justin. Um restaurante de sushi. É claro, o que mais eu deveria esperar? Justin é mais que viciado em sushi, é completamente alucinado, se eu fosse um sushi, ele não desgrudava nunca. Isso se ele não tivesse me devorado. Não sou lá grande fã de sushi, mas tenho que concorda que alguns são muito bons, e é um lugar agradável pra conversar. Na entrada, sem paparazzis, um lugar perfeito pra esse momento.

Entramos com a ajuda de Mozzy, e tinha umas pessoas lá dentro, pediram pra tirar foto e autógrafos, claro, não negamos. Depois que terminamos, escolhemos uma mesa ótima. Fizemos nosso pedido e ficamos conversando sobre o show, já tinha tudo planejado com o meu produtor, só fiz repassar o que iria acontecer e em qual momento, a não ser o da entrada que ele iria participar. Ele concordou com tudo e adorou as idéias, disse que seria um grande show e que faria de tudo pra tornar inesquecível, pra nós dois, toda equipe e para os fãs! Depois desse assunto ficamos falando sobre coisas engraçadas, fofocas, ele me mostrou fotos zoando Alfredo, Ryan e etc. Rimos a noite toda, nunca esperava que um dia tão ruim como aquele poderia acabar com uma noite tão boa.

Mas tudo que é bom dura pouco.. Nossa mesa dava de frente pra TV, e estava passando uma entrevista de Zayn, ele dizia

– Ela estava meio louca hoje de manhã. Mas foi só um descaso, ela não quer mas eu já não queria á muito tempo.. Vá se danar Gomez! – ele dizia com toda a estupidez

Justin olhou e viu minha reação, rapidamente pediu pro moço do restaurante desligar a TV, abaixei a cabeça e fiquei um pouco pensativa

– Essas coisas só acontecem comigo, só pode!

– O problema não é com você, é com esse cara, ele é um canalha! Idiota! Um merda, um nada! Você sabe disso Selena, só não quer acreditar.

– Eu o amo..

– Acha que ama, isso vai passar, eu garanto! Nós vamos mudar essa história, eu te juro. – ele sorriu e pegou minha mão – Agora vamos mudar de assunto, por favor?

Sorri e concordei, continuamos a nossa conversa sem sentido que me faz rir e sorrir de verdade por qualquer besteira. Passamos mais algumas horas conversando e rindo, quando eu disse que já estava na hora de ir.

– Ok! Mas só iremos se.. – ele deu uma pausa –

– Se o que Jus?

– Se você prometer que vai á um jogo de hockey amanhã comigo. – ele sorriu v

– Ah não! Pode parar, odeio jogos, não entendo nada e.. – ele me interrompeu –

– Por favor Sel – ele fez uma carinha triste – Prometo que você vai se divertir muito mais do que todos os dias da sua vida. – ele riu –

– Sendo assim eu vou, mas se isso não acontecer.. – eu ri – Vai ter que fazer uma coisa.

– Que coisa? – ele disse espantado –

– Surpresa! – eu disse no mesmo tom que ele disse na ultima vez e ri –

– Vai começar.. – ele riu e pediu a conta –

O garçom veio e ele pagou toda a conta, implorei pra ele me deixar pagar também mas ele não deixou. O cara que estava nos servindo nos informou que havia chegado vários paparazzis, e que eles não tinham culpa que não tinham avisado á ninguém que estávamos lá. Fiz uma cara emburrada, mas Justin pegou minha mão e disse

– Temos que ir, ou quer ficar presa aqui pra sempre?

– Sendo assim prefiro ficar presa.. – fiz uma cara de dor –

Ele riu e me puxou me dando a mão

– Segura a minha mão, não para, não fala nada e não solta a minha mão por nada!

– Pode deixar.. – sorri –

Ele chamou o segurança que foi na nossa frente e tinha um atrás de nós, Justin foi na minha frente e me puxou, de mãos dadas, todos estavam tirando foto, filmando e etc.

image

Foi abrindo espaços, mas se fosse possível não escutar nada que esses caras falam, seria perfeito, eles sempre fazem perguntas desnecessárias, mesmo sabendo que nós não vamos falar nada, talvez eles façam isso como uma arma pra nós atingir, ou alguma coisa do gênero, porque não é fácil com eles não, os caras são profissionais mesmo, foram feitos pra conseguir estragar uma fama!

– Selena, confirme seu fim de relacionamento com Zayn – disse um dos paparazzis –

– Você já está namorando com Justin Bieber? – disse outro –

– Você traia Zayn Malik com Justin? – o outro gritou –

E fomos passando, e fiquei com a voz do Justin no meu pensamento “Não para, não fala nada e não solta minha mão por nada” E fiz desse jeito, deu certo, entramos no carro sem parar. Finalmente, pelo menos aquelas coisas não me abalaram.

Cheguei no hotel, fui direto pro meu apartamento, não agüentava mais presenciar aquele dia e fui me deitar. Dormi como nunca mais havia feito.

Acordei no outro dia com batidas na porta, abri e adivinhe: Era a Demi. Minha melhor amiga, finalmente apareceu, já estava morrendo de saudades, e por sorte, apareceu na hora em que eu mais precisava. Provavelmente já estava sabendo, e deve ter vindo pra ajudar. Demi costuma ter esse jeito, não importa o que esteja fazendo, se tem algum familiar ou amigo não estando bem, ela aparece quando possível.

– Demi! Meu Deus que surpresa! – eu disse com um sorriso de orelha á orelha e a abracei –

– Estava com saudade amiga, e pensei que essa seria uma ótima hora de nos divertimos. – ela me abraçou bem forte –

Eu me joguei na cama e ela sentou na poltrona, começamos á conversar, nos atualizar sobre tudo, relacionamentos, discos novos, filmes, contratos. Tudo! Passamos o dia juntas, então perguntei á ela sobre Joe

– Então Demi, como anda você e Joe? Voltaram mesmo?

Nós rimos juntas

image

– Ah para com isso! Você sabe que sempre ficamos nesse vai e vem, mas nesses tempos estamos juntos, finalmente – ela riu – Ele é muito complicado.

– Só ele? – eu arregalei a sobrancelha e ri –

– É, tudo bem, vou confessar, as vezes eu também complico as coisas. – ela ria – Mas ele complica mais! Você sabe!

– Ai que saudades dos velhos tempos, você com o Joe, eu com Nick.. – bufei –

– Você sente falta dele? – ela perguntou num tom meio serio –

– Ás vezes ele me traz saudade.. – desabafei – Mas logo depois passa, não dura nem 5 minutos.

– Sei.. – ela disse meio intrigada –

E continuamos á conversar, quando olhei pro celular já eram 6hs, e Justin havia marcado comigo de sairmos ás 7:30 de novo, não pretendo me atrasar novamente pra ele fazer novas “piadinhas”. Só não sei como contar á Demi que acabei de terminar um namoro e já estou saindo com o Justin, não da maneira de “querer namorar”, só como amigos mesmo, mas sei que ela vai levar além. Complicado.

– Demi, se não se importa, tenho que me arrumar.. – eu levantei da cama –

– Vai pra onde? Posso saber? – ela disse meio curiosa –

– Eu vou sair, pra um jogo de hockey.. – disfarcei –

– Hockey? Mas você nem gosta disso! Posso estar afastada mas sei que continuas a mesma e detesta esses tipos de jogos.. Com quem você vai Sel? – arqueou as sobrancelhas –

– Tudo bem, você me pegou! Vou sair com Justin.. Mas você sabe, somos apenas amigos.

– Entendo essa amizade. – ela riu – Mas eu apoio que você vá, sabe, tem que se divertir, e Justin é um cara muito gente boa.. Nada melhor que vocês comecem a namorar.

– O QUE? – alterei o tom – Não estou pensando nisso não dona Demetria, acabei de sair de um relacionamento duríssimo. E é o Justin, somos apenas amigos.

– Duríssimo mas eu te avisei que seria “duríssimo”, por falta de aviso não foi, foi por falta de ouvido. – ela bufou – Tarde demais, já disse, vai em frente! O que ele tem de errado? É gato, estiloso, faz o teu estilo, é gente boa.. E o principal: é solteiro! Investe!

– Para com isso! Nós nem pensamos nisso. – eu disse brava –

– “Nós não pensamos nisso?” Você não pensa nisso!

– Como assim? – disse sem entender certamente o que ela queria dizer –

– Alô Selena, terminar namoro te trouxe burrice foi? – ela riu – É claro que ele deve estar com outras intenções! Ele ta te convidando pra sair..

– Sim mas, como amigos. – eu inverti meus lábios – Ai, quer saber, vou tomar banho. Antes que você faça com que eu me arrependa de ter aceitado o convite.

Eu peguei minhas coisas e fui tomar uma ducha, enquanto ela ria e dizia “ai ai”, fiquei pensando sobre as coisas que ela disse. Ah, não acho que seja verdade. Pode até ser, mas isso não significa nada. Pelo menos não pra mim. Não agora..

Posted 10 July 2013, 1 year ago | reblog this post

Olá pessoal, vou começar as postagens da fanfiction! Fiquem atentos, beijos, dani.

Posted 10 July 2013, 1 year ago | reblog this post
Posted 26 December 2011, 2 years ago | 8 notes | reblog this post
Posted 26 December 2011, 2 years ago | 6 notes | reblog this post
Posted 26 December 2011, 2 years ago | 2 notes | reblog this post
Posted 26 December 2011, 2 years ago | 5 notes | reblog this post
Posted 26 December 2011, 2 years ago | 10 notes | reblog this post
Baby please
Just stay by my side, forever.
page 1 of 51 »
LinkTitle1
LinkTitle2
LinkTitle3
LinkTitle4
theme por affectingyou, com detalhes de keepcal-m e elasocurtejackdaniels; don't copy and don't remove this tag.
see the credits..